Do Mal

Apressa-te em fazer o bem, do mal distancia tua mente. Aquele que o bem tarde faz, no mal vai encontrar deleite.

Se um homem praticar o mal, que não o faça com frequência, nem dele faça um objetivo. Padecer é acumulá-lo.

Se um homem praticar o bem, que o faça com frequência, e dele faça um objetivo. Felicidade é acumulá-lo.

O homem mau sente-se bem, até quando o mal não der frutos. Mas quando o mal frutificar, o mau, sim, o mal sentirá.

O homem bom sente-se mal, até quando o bem não der frutos. Mas quando o bem frutificar, o bom, sim, o bem sentirá.

Que o mal não desprezes, dizendo que o mal não vai te atingir. Assim como as gotas que caem enchem de água o pote de barro, o tolo está cheio do mal que pouco a pouco acumulou.

Que o bem não desprezes, dizendo que o bem não vai te atingir. Assim como as gotas que caem enchem de água o pote de barro, o sábio está cheio do bem que pouco a pouco acumulou.

Como o tropeiro que se afasta das rotas cheias de perigo, e quem quer viver, do veneno, do mal sempre nos afastemos.

Se não há feridas na mão, veneno pode ela tocar, pois não penetra na pele sã. Não há mal para quem não o fez.

Quem pratica o mal contra os bons, contra o inocente, contra os puros, contra esse tolo o mal se volta, como o pó atirado ao vento.

Alguns nascerão neste mundo, no inferno, quem fizer o mal, nos céus quem o bem praticar. Para o nirvana, os sem veneno.

Nem nos céus, nem nas profundezas do mar, nem entrando nas fissuras das montanhas poderás encontrar refúgio neste mundo, onde não te alcancem teus atos maus.

Nem nos céus, nem nas profundezas do mar, nem entrando nas fissuras das montanhas poderás encontrar refúgio neste mundo, onde a morte não te possa dominar.

Deixe um comentário